Investigação Apreciativa e Conversas Produtivas

Investigação Apreciativa e Conversas Produtivas

Agir em vez de reclamar. Criar e não lamentar. O que aconteceria se toda vez que você se deparasse com um problema você fizesse perguntas investigativas até descobrir os pontos fortes e utilizá-los para traçar a solução? Grosso modo, é disso que se trata a Investigação Apreciativa.

Continue no texto para compreender melhor!

Como funciona a Investigação Apreciativa (IA)

A IA surgiu na década de 80 e é uma proposta diferente para a resolução de problemas. O conceito principal, voltado para o empreendedorismo, declara que toda organização tem um ponto forte e é ele que guiará as mudanças positivas. A Investigação procura valorizar tudo o que é útil e funcional no contexto associado ao problema.

Para esclarecer melhor: enquanto tradicionalmente se identifica um problema, com a IA você aprecia e valoriza o melhor que já existiu; enquanto as pessoas analisam as causas, quem pratica a IA visualiza “o que poderia ser” e assim por diante.

Princípios regentes da IA

Para servir de arcabouço para a concepção e aplicação prática da IA, foram criados cinco princípios:

·    Princípio construcionista: o conhecimento e o destino da organização estão interligados. Assim, é aconselhável que o líder esteja sempre por dentro de leituras e entendimentos de como as organizações são construções humanas e vivas.

·       Princípio da simultaneidade: por que não investigar e mudar ao mesmo tempo? Analisar e aplicar mudanças concomitantemente é uma forma de construir a realidade também.

·   Princípio poético: as pessoas são autoras do próprio mundo, os homens escrevem a história. Então lembre-se de que todas as experiências vivenciadas são fontes de sabedoria e de inspiração.

·  Princípio antecipatório: a imaginação coletiva e a discussão sobre o futuro são os dois principais recursos que proporcionam a geração de mudanças. O que prova que uma organização existe é justamente a prática de dialogar sobre projeções, funcionamentos e conquistas futuras.

·      Princípio positivo: esse é o mais prático, pois ele diz que as organizações, como produtos humanos, reagem significativamente ao pensamento e ao conhecimento positivo.

Conversas produtivas

Conversas produtivas são perguntas que incitam ideias sobre o trabalho. Elas se inserem mais especificamente na fase de Descoberta do Ciclo de aplicação da IA:

1.  Definição

O primeiro passo é estabelecer o foco primário e as diretrizes da análise, optando pela IA. Esse D é o que mais dá clareza à Investigação como um todo.

2.  Descoberta

Aqui os integrantes da organização apreciam o que ela possui de melhor. Por meio de conversas produtivas, os colaboradores compartilham histórias de sucesso. Você pode marcar encontros com grupos de funcionários, membros da comunidade local e parceiros da organização.

3.  Dream (sonho)

Sabendo o que já foi conquistado, almeje mais! A criatividade e a imagem positiva de um futuro ajudam a delinear um propósito.

4.  Design (planejamento)

Aqui acontece o planejamento estratégico propriamente dito. De posse com o que funcionou e gerou resultados positivos no passado, fica bem mais fácil planejar ações eficazes.

5.  Destino

Agora as pessoas buscam inovações e novos meios de mudar a organização até chegar ao estado ideal.

Preparado(a) para aplicar a Investigação Apreciativa na sua vida e no seu trabalho? Comece refletindo sobre esses conceitos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sign Up

Give us a call or fill in the form below and we will contact you. We endeavor to answer all inquiries within 24 hours on business days.
Open chat